Terapia com psicólogo Uberlândia

       Terapia ou Psicoterapia refere-se ao tratamento de problemas psicológicos, emocionais e comportamentais. Através de técnicas verbais e não verbais, o Psicólogo ajuda o paciente a refletir sobre suas questões e a encontrar formas diferentes e criativas de aliviar o seu incômodo e melhorar seu relacionamento consigo mesmo e com os outros. Geralmente, o foco da Psicoterapia é em mudar pensamentos, emoções e comportamentos ineficientes.


      Ainda hoje há pessoas que têm preconceito em relação a ir ao Psicólogo, acreditando que é “só para loucos”. Por outro lado, isso tem mudado: cada vez mais, a população procura ajuda devido a questões do cotidiano, crises pessoais, problemas afetivos, familiares, profissionais, etc.


      Algumas pessoas acreditam que procurar um Psicólogo significa que elas não sabem resolver seus próprios problemas ou que elas são fracas. Não existem pessoas fortes ou fracas, cada indivíduo é único e lida com os problemas da sua maneira.
Também há as que acreditam que Psicoterapia é desperdício de dinheiro e tempo e querem que tudo se resolva em um passe de mágica. É preciso entender que o tratamento psicológico é um processo gradativo, porém, bastante recompensador. Estudos publicados na U.S. National Library of Medicine, a maior biblioteca do mundo em assuntos relacionados à Medicina, comprovam que não só os medicamentos conseguem alterar o cérebro e propiciar uma melhora nos sintomas, mas também a Psicoterapia. Mais ainda, o consultório do psicólogo é um local em que o paciente pode se abrir, desabafar e ser ele mesmo.


       O mais importante é que o paciente esteja disposto a fazer Psicoterapia e que isto não seja algo imposto por alguém, já que o seu sucesso depende muito da sua vontade e do seu comprometimento com o processo. Além de, é claro, contratar um profissional sério e responsável e que o faça se sentir acolhido e compreendido.


      As informações trocadas com o profissional são sigilosas, devendo obedecer aos parâmetros estabelecidos pelo Código de Ética Profissional do Psicólogo.


     Qual a diferença entre Terapia e Psicoterapia?


     As duas palavras podem ser usadas para se referir à ajuda psicológica, mas a palavra “terapia” também poder ser usada para outras áreas como a Acupuntura, Homeopatia, Fisioterapia, etc, já que “terapia” se refere ao ato de cuidar, tratar.


     Qual a diferença entre Psicólogo e Psicoterapeuta?


     Aquele que se forma em um curso de Psicologia recebe o diploma de Psicólogo e pode atuar em diversas áreas, não necessariamente ligadas à Terapia, por exemplo, Pesquisa de Marketing ou RH. Já o Psicoterapeuta, trabalha com uma área mais específica da Psicologia, a Psicoterapia.


     Qual a diferença entre Psicólogo e Psiquiatra?


     O Psicólogo é formado em Psicologia e pode ser Psicoterapeuta com esse diploma. O Psiquiatra se forma em Medicina, especializa-se em Psiquiatria e pode ministrar remédios. Nem todo psiquiatra é psicoterapeuta. Geralmente, psicólogos cuidam mais dos aspectos emocionais do paciente enquanto que psiquiatras trabalham o lado orgânico. Psicólogos não podem ministrar remédios. Dependendo do problema, é necessário um trabalho conjunto para um melhor resultado.

     Abaixo, você pode encontrar respostas para algumas perguntas frequentes. É importante observar que cada profissional tem suas regras e estas podem ser diferentes das que estão escritas aqui.


      Como escolher um Psicólogo?


       É fundamental escolher um profissional que combine com você. A maioria dos psicólogos concorda que um fator importante em determinar se ele é ou não um bom profissional para cuidar de um paciente, após suas credenciais e sua competência terem sido estabelecidas, é o nível de conforto pessoal que o paciente sente com ele. Um relacionamento profissional também é imprescindível.


       O ambiente psicoterapêutico deve ser um local em que o paciente se sinta seguro, acolhido, respeitado e compreendido.
Em geral, isto tudo pode ser sentido nas primeiras sessões.



       Como é a primeira sessão?


       No contato por telefone ou mensagem, marca-se um dia e horário para o paciente ir ao consultório. A primeira sessão é o encontro inicial entre o psicólogo e o paciente para se conhecerem, sem compromisso. O paciente relata sobre o motivo pelo qual está lá e o profissional avalia a necessidade e a viabilidade do paciente de fazer ou não o tratamento com ele. A primeira sessão também serve para tirar dúvidas sobre o que é e em que consistirá a psicoterapia (cada profissional tem a sua maneira de trabalhar). Horário, valor e outras informações também são discutidos nesta sessão. Havendo interesse, o tratamento se inicia.


      Geralmente, a sessão dura de 50 minutos a 1 hora. Alguns profissionais cobram a primeira sessão, outros não. O paciente não é obrigado a dar continuidade nas sessões, caso não queira.


      E da segunda sessão em diante?


      As sessões acontecem uma vez por semana e, geralmente, cada sessão dura de 50 minutos a 1 hora. Dependendo do caso, as sessões acontecem duas vezes por semana. Os encontros são feitos no dia e horário combinado. A pontualidade é importante para que o paciente possa aproveitar todo o tempo da sessão, já que o encontro começa e termina no horário marcado. O comprometimento com o tratamento é imprescindível para um bom andamento.


      O processo tem um começo, meio e fim e a sua duração depende de cada caso. O paciente tem o direito de parar a qualquer momento, porém antes de desistir, é produtivo refletir sobre o motivo e conversar com o profissional sobre isto. Em muitos casos, o paciente quer desistir exatamente quando “entra realmente em terapia”, ou seja, quando está de fato confrontando seus problemas. O medo e a insegurança surgem, porém, camuflada de desculpas como: "estou sem tempo", "estou sem dinheiro", "estou bem", etc.


     Qual o valor das sessões?


      Varia de profissional para profissional. É importante destacar que cobrar um valor mais alto ou mais baixo não significa que um psicólogo é melhor ou pior do que outro, cada um tem sua forma de trabalhar.


       Se o paciente precisar faltar, é importante ele avisar com antecedência. Em geral, o psicólogo repõe a sessão. Caso o paciente falte sem avisar, a maioria dos profissionais cobra a sessão. Geralmente, três faltas consecutivas sem avisar, é considerado desistência.


       Como é a forma de pagamento?


        Cada psicólogo trabalha de uma forma, mas as mais comuns são as seguintes: pagar a cada sessão; a cada duas sessões; ou pagar no final do mês após as sessões daquele mês ou no início do mês seguinte. Dinheiro e cheque são as opções de pagamento mais comuns, mas depende de cada profissional.


        A maioria dos psicólogos não aceita planos de saúde. Porém, é possível emitir recibo para o paciente obter reembolso do seu plano de saúde. É importante que o paciente verifique com a empresa do seu plano de saúde qual o valor reembolsado e quais informações ele precisa apresentar para conseguir o reembolso, inclusive se é preciso ser encaminhado ao psicólogo por algum médico. Nem sempre o valor ressarcido é o mesmo que o combinado com o psicólogo.